Poeta não precisa saber de letra.
Isto a escola pode ensinar.
Aluno da vida, a ela sabe cativar.
Faz na alma uma espera silenciosa.
Veste-se de menino caçador,
Arma uma arapuca harmoniosa
Pra pegar o pássaro do Amor.

Poeta tem que ter humildade
Ter cuidado com a vaidade
Saber que Deus é o Poeta de verdade
Ele quando doa a inspiração
Exige do aluno especial atenção
Pra perceber aquele algo mais.
Coisas lindas, pra muitos, banais.
Mas pro aprendiz, maravilhosas.
E o pequeno poeta querendo mais.
Na poesia se faz criança nova.
Que procura o colo dos pais.

Ser poeta
É como tocar um instrumento
Silencioso por fora,
Harmonioso por dentro
Ninguém ouve a voz de uma flor
Ou o som do amanhecer
Foi em silêncio que Deus plantou o amor.
É no silêncio que Ele o faz crescer.
É no silêncio que se faz Poesia.
Escutando o que Deus tem a dizer.

Autor: Wilson Trannin
Nova Acrópole Cuiabá

Essa foi uma das poesias vencedoras do Concurso de Poesias dos Jogos da Primavera de 2009. As inscrições para o concurso deste ano ainda estão abertas. Participem!

Anúncios