Tu que em meio às trevas
Ofereces tua luz.
Tu que não te entregas
Ao que ilude, ao que seduz.

Tu que ao agir geras laços
Que nos ensinam a amar.
Tu que com os teus braços

Fazes a roda girar.

Tu que mesmo ferido
Não te deixas abater.
Tu que vences o inimigo
Que se encontra em teu ser.

Tu que marchas à frente
E assim conduzes os teus.
Tu que durante os combates
Sempre te lembras de Deus.

Tu que enfrentas a morte
E com tua espada a destróis,
És da raça dos fortes,
Dos valentes, dos heróis.

Gerson Miranda
Anúncios