Quando fores ouvir um poema.
Prepara-te…
Ainda que não saibas qual o tema.
Aquieta-te…
Qual vinho excelente que exige a boa taça.
Limpa tua alma de pensamentos
Qual caçador que espreita a caça…
Aguarda num íntimo silêncio…
Então…
Ouça a poesia…
Espera…
Vivencia…
Degusta os mágicos momentos…
Como se tal fosse ambrosia servida.
Saboreia então os sentimentos
Dos eternos fragmentos
Da poesia ouvida.
Guarda as emoções em alma serena
Pois jamais se é o mesmo depois de um poema
Como na terra fresca que agasalha a semente
Um dia na lembrança, brota pequena.
De repente…
Cresce…
De súbito floresce…
E…
Enfeita a alma da gente.

Wilson Tranin
Aluno da Nova Acrópole – Filial Cuiabá-MT

Anúncios