Não persiga a Beleza.
A cada passo ela fugirá.
E quando nessa ânsia
Pensares tê-la encontrado,
Sumirá
Dragada pelo mar turbulento
Onde pequenos lampejos
Lutam para se salvar.

Mas um dia, quando não mais desejares
Encontrar o objeto de sua afeição,
E ao toque do sol em tua pele,
E à brisa que leva as folhas no chão,
Ao ritmo das palavras que se seguem,
Ao rosto expressivo do ancião,
Na suave respiração daquele que dorme,
Nos fatos que correm para as tuas mãos,
Em tudo, tudo encontrarás o Belo.

E lembrarás da voz do teu Mestre:
Abre teus olhos.
Liberta teu peito.
Penetra na vida.
Sê forte e corajoso.
Sorve a Beleza escondida.

Isabela Gontijo
Nova Acrópole – Maranhão
Anúncios