Poesia eu peço a leveza da alma

As asas da felicidade, a serena calma.

Tu hoje és Mestra do tema.

Dai-me tua asa que a minha é pequena.

Cubra-me com teu manto

Senão por tanto

Só por este poema.


Poeta aprendiz que copia do ar.

Marujo dos mares do sentir e do amar.

Numa prece à beleza serena

Qual a insistente criança pequena

Qual beato pedinte numa novena

Abriga-me em tuas asas

Leva-me pra tuas moradas

Só por este poema.


E no raiar do meu próprio dia

Numa visão mágica da aurora

Possa lembrar-me a toda hora

Que tu preenches minha alma vazia

Como a candeia que a escuridão ilumina

Na sede da busca por harmonia

Tu és a principal luz do tema.

Agradeço a ti amiga Poesia

Pela grandeza de tua Maestria.

Pelos instantes de vida plena

Só por este poema

Sol por este poema.

Wilson Tranin

Nova Acrópole – Cuiabá


Anúncios