TRISTÃO ENLOUQUECIDO

Vagueia nos mundos Tristão, enlouquecido!
Seus olhos, quem olham?
Perdeu os sentidos?
Loucura de amor pela bela senhora…

Almeja a noite Tristão, comovido…
A música eterna,
quem a terá ouvido?
Seu peito doído a todos consterna.

Rechaça o dia, as horas e as normas,
definham suas armas, sua força viril…
Àquela intocável, tão sua outrora,
Isolda, agora…idílio e ardil.

Na morte, a Glória!
Na vida, um fio
que tece tenaz a trama da história
a Tristão e Isolda para sempre uniu!

Flávia Fernandes
Nova Acrópole – Brasília (Lago Norte)

Anúncios