Ainda na temática de Mitologia&Poesia, temos aqui um lindo fragmento sobre Pã.
Inspirador para também escrevermos sobre Deuses e Heróis mitológicos.
Persiste sendo o abrigo não imaginável
De solitárias reflexões, como as que brincam
Com a compreensão até os próprios confins do céu
E põem então a mente vã; sê a levedura
Que ao se expandir nesta massuda terra triste
Dá-lhe um etéreo toque: – um novo nascimento;
Persiste sendo um símbolo da imensidão;
Um firmamento refletido por um mar;
Um elemento a encher o espaço intermediário;
Um ignoto – mas chega: humildes nós velamos
A fronte, erguendo as mãos; modestos inclinando-nos
E erguendo até aos céus um grito que os lacera,
Conjuramos-te a ouvir o nosso humilde peã,
Sobre o monte Liceu!
John Keats
Anúncios