Quando contemplo o céu

De inúmeras luzes adornado

E contemplo o chão

Pela noite rodeado,

Em sonho e em esquecimento sepultado;

O amor e a dor

Despertam em meu peito uma ânsia ardente

E revelam uma grande porta

Nos olhos como uma fonte.

 

 

Fray Luis de León

Anúncios