Virgin Of The Rocks (Paris) - Click Image to Close

Hoje, por ocasião da data de seu nascimento, homenageamos Leonardo Da Vinci, um grande mestre das artes. Neste texto, Da Vinci traz um principio da pintura que muito convém à Poesia e à Filosofia: a virtude de buscar em inúmeras formas de expressão da beleza e da verdade, sobretudo na natureza – através da investigação e ação – a excelência para o que fazemos.   

 

“O VERDADEIRO MESTRE É UNIVERSAL”

O pintor não é digno de louvor se não for universal. Pode-se dizer claramente que se enganam aqueles que chamam de bom mestre o pintor que executa bem apenas uma cabeça ou figura. Não é um grande feito, estudando uma única coisa durante toda a sua vida, alcançar alguma perfeição; mas nós, sabendo que a pintura abarca e contempla todas as coisas que a natureza produz e tudo o que criou a operação fortuita do homem, e por último o que se pode apreender com os olhos, parece-me bem pobre, o mestre que só sabe fazer bem uma figura. Ora, não vês quantos e quão variados são os atos realizados pelo homem? Não vês como os animais são diversos e também as árvores, as plantas, as flores e a variedade de sítios na montanha e na planície, nascentes, rios, cidades, edifícios públicos e privados, instrumentos de uso do homem, e diferentes vestimentas, ornamentos e artes? Todas essas coisas devem ser perfeitas e bem executadas por aquele que queres chamar de bom pintor. […]

Anúncios