Hoje o Acrópole Poética homenageia Sophia de Mello Breyner Andresen, uma consagrada poetisa portuguesa, cuja inspiração filosófica e mitológica de seus poemas nos revela versos profundos e cativantes.

Este ano completa-se 10 anos de sua morte, deixando à humanidade  um maravilhoso legado poético.Image

A Apolo Musageta:

 

Eras o primeiro dia inteiro e puro

Banhando os horizontes de louvor.

Eras o espírito a falar em cada linha

Eras a madrugada em flor

Entre a brisa marinha.

Eras uma vela bebendo o vento dos espaços

Eras o gesto luminoso de dois braços

Abertos sem limite.

Eras a pureza e a força do mar

Eras o conhecimento pelo amor.

Sonho e presença de uma vida florindo

Possuída e suspensa.

Eras a medida suprema, o cânon eterno

Erguido puro, perfeito e harmonioso

No coração da vida e para além da vida

No coração dos ritmos secretos

Anúncios